terça-feira, 10 de novembro de 2009

Decadente aos 20


Na partida de hoje do time B, 1 a 1 com o Joinville, Anderson Pico voltou a decepcionar, desta vez saiu contundido da partida, deu lugar ao jovem Luan, lateral da base de muita qualidade, recuperado de uma grave lesão no joelho.


Não vou negar, Anderson Pico é uma das grandes decepções do ano. Sempre confiei e apostei muito nele, lateral de qualidade, belo chute, tinha tudo para se tornar um grande jogador. Com vinte e poucos anos parece um jogador em fim de carreira, decadente. Seu sobrepeso é constrangedor.


Pico chegou muito acima do peso, assustou a imprensa na sua primeira entrevista coletiva, porém era consenso que a qualidade técnica do jogador era indiscutível. O lateral era mis uma aposta arriscada da diretoria de recuperar um jogador, apostas essas que já renderam bons frutos ao Figueira. Demorou mais de um mês para poder estrear, quando entrou não foi bem, várias chances foram dadas, a desculpa era o ritmo de jogo e a falta de uma pré-temporada.


Jogou poucas partidas, não encaixou nenhuma seqüência, uma das suas principais qualidades – o chute de longa distancia – não apareceu, não fez gols e errou lances bobos. Chegou a ser afastado do elenco, ganhou uma sobrevida com a chegada de Márcio Araújo, foi reintegrado e não jogou.


Pico teve na copa SC uma nova oportunidade de mostrar o seu futebol, uma sobrevida, mostrar que pode dar a volta por cima, até agora ainda não mostrou nada de especial, apenas mostrou que continua acima de peso.


Não entendo, como um jogador que pode ter um belo futuro, depende apenas de si prefere jogar tudo para o alto e apenas decair? Um jogador em decadência com apenas vinte anos vai querer o que de sua carreira? Será que conseguirá jogar mais dez anos? O que passa pela cabeça desse garoto?


Abraço!

4 comentários:

Jbmartins-Alvinegro disse...

Acho que na vida todo homem tem que ter tesão pelo que faz, será que ele tem para jogar Futebol?

Edenilson Cardoso disse...

Bruno Perone também mereceria um comentário igual ao do Anderson Pico.

Rafael Petry disse...

JB, concordo contigo meu quiridu. Se o Anderson tivesse ainda essa vontade sem dúvida estaria na titularidade.

Edenilson, o Peroni ao contrário do Pico não possui muito talento, o problema dele é técnico, já o do Pico é físico. Tax compreendendo?

Abraço!

Dante disse...

Essa porca e o dono do chiqueiro que o trouxe e ñ cobrou nada dele, são uma vergonha!!!!