sábado, 7 de novembro de 2009

A noite foi de Fernandes

Sem comentários para a atuação de Fernandes. O craque acabou com a partida! Marcou dois gols e deu um passe magistral para o terceiro, fantástico, belos passes, lançamentos e toques de calcanhar com sutileza fizeram parte de sua atuação.

Precisávamos dos três pontos, era obrigação, conseguimos de forma tranquila, nada de grandes sustos.

Fernandes está a um gol de alcançar Calico, o maior artilheiro da história do Figueira, Rafael Coelho se tornou o maior artilheiro do Figueirense em uma competição, ultrapassou a marca de quinze gols do Fernandes em 2005. Roberto Brum quase marcou um gol de placa no Scarpelli, chute do meio de campo. Que noite!

Gostei também do público da partida, torcida compareceu e fez sua parte.

Os pontos negativos da atuação Alvinegra ficaram por parte das suspensões do volante Paulinho e do desmiolado do Rafael Coelho. Ney Pacheco tem razão, Rafael Coelho tem dificuldade de raciocínio. O que faz um jogador simular falta numa partida que já está definida? Resultado, perdemos um importante jogador para a próxima rodada.

Abraço!

4 comentários:

Jbmartins-Alvinegro disse...

Rafael, o Rafagol não simulou não ele foi realmente empurrado, veja se não foi penalti no interpretação do arbitro, não teria nescesssidade de dar cartão.

Anônimo disse...

a suspensao do paulinho e do coelho axei bom. fica um jogo fora e entra com tudo na reta final.
triste foi ver mais uma atuacao fraca do maicon... tem medo de ir pra frente, erra muitos passes, fica distraido em campo.
na mim tinha q jogar o vinicius pacheco onde ta o fernandes hj e o fernandes onde ta o maicon

Rafael Petry disse...

JB Martins,

No momento até achei que foi penalti. Porém vendo pela TV deu pra notar que ele simulou. Essa é a minha opinião.

Abraço!
Continue participando.

Anônimo disse...

Como todos ja comentaram Fernandes é a peça fundamental para a nossa equipe. Rafael Coelho que no primeiro turno foi decisivo nesse momento do campeonato tem pecado muito nas suas finalizaçoes e perdendo muitos gols, o primeiro lance que ele ficou cara a cara com o goleiro, Schwenk nao perdia na minha opiniao. Quem sabe no proximo jogo continuamos com esse 3-6-1, com Vinicius Pacheco e Schwenk nos lugares de Paulinho e Rafael Coelho concerteza. E com o Fernandes aparecendo como elemento surpresa no ataque. O primeiro gol ontem demonstrou o que um jogador com categoria deve fazer, colocar a bola e nao dar um chutao como em alguns lances Rafael Coelho acha que é o certo.
Valeu rapaziada, vamos secar o Atletico-GO hoje, que ano que vem ja temos 6 pontos no classico da serie A.